sexta-feira

Quem diria!

Mantega confirma estudo do governo Lula para reduzir rentabilidade da poupança

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou, na noite desta quinta-feira, que o governo vai mexer na rentabilidade da poupança, e deixou claro que será para baixo. Ele defendeu que as mudanças não vão afetar a segurança da aplicação, ou seja, ela continuará sendo totalmente garantida pelo governo, e que o pequeno poupador - que responde por 95% de todos os depósitos da aplicação - continuará tendo uma "boa rentabilidade". No entanto, ao ser questionado se essa rentabilidade seria a mesma de hoje -da Taxa Referencial (TR), hoje em cerca de 2% ao ano, mais juros de 6% anuais-, Mantega foi claro: - Certamente faremos uma mudança que preserva os interesses da grande maioria dos poupadores. Não há nada a temer. O mundo todo está vivendo com juros menores - afirmou o ministro, sem entrar em detalhes do que está sendo avaliado, como colocar um teto para as aplicações ou até mesmo tributar a caderneta para os grandes investidores.

Opinião do leitor: magdarg (17/04/2009 - 07h 49m) - Ele está certíssimo, não pode deixar a maioria dos pequenos poupadores terem uma rentabilidade maior, só os agiotas oficiais, como banqueiros etc. Não vejo o momento disso ocorrer, pois vou tirar o pouco que tenho da poupança e comprar euro no paralelo.

3 Comments:

At 2:33 PM, Blogger Marcos Pontes said...

Tudo isso para que os investimentos do grande poupador (especulador) não sofra queda e ele não tenha perdas (lucros menores). Para um socialista, esse governo bem que gosta dos milhonários. Nada contra os milhonários, eu também gostaria de ser um, mas contra a hipocrisia instucionalizada.

 
At 5:18 PM, Blogger Laguardia said...

Amigos.
Não sou jornalista nem escrevo bem.
Sou aposentado, recebendo do INSS e tendo o IR descontado na fonte. Não recebo as benesses de nosso apedeuta mor que tem pensão do INSS acima do máximo, isento de Imposto de Renda por se achar perseguido político, ou melhor, por se anistiado político.
Luto com as armas que tenho que é um blog, como forma de desabafar ao ver tanta roubalheira, falta de ética, falta de honestidade e principalmente falta de vergonha na cara desta quadrilha que tomou de assalto o Palácio do Planalto.
Quero convidar os amigos a participarem da minha forma de protesto, o blog Brasil – Liberdade e Democracia - http://brasillivreedemocrata.blogspot.com/.
Se não levantarmos nossas vozes em protesto o que será deste país para nossos filhos e netos?
Agora é a hora de lutarmos por uma pátria livre democrática, e sobre todo com governantes honestos e éticos.

 
At 8:16 AM, Anonymous Anônimo said...

MANIFESTO À NAÇÃO BRASILEIRA



CONTRA O TOTALITARISMO BOLIVARIANO



O Brasil está diante de uma grande ameaça. A soberania e a segurança nacionais estão sendo séria e gravemente solapadas por uma Revolução totalitária, de molde nazi-fascista, denominada BOLIVARIANA, ainda que em nada represente os ideais de Bolívar. Tal Revolução se expande por toda a América Latina, destruindo a liberdade, a democracia, a propriedade privada, o Estado de Direito e os mais elementares direitos humanos. Ela foi gestada no FORO DE SÃO PAULO e mantém estreitos vínculos com o narcotráfico, o terrorismo e o fundamentalismo islâmico.



Existem numerosas evidências de que este modelo revolucionário em curso já está operando ativamente no Brasil. Por isso, reunidos na Cidade do Rio de Janeiro, aos 27 de abril de 2009, decidimos constituir um capítulo brasileiro da UNIÃO DAS ORGANIZAÇÕES DEMOCRÁTICAS DA AMÉRICA – UNOAMÉRICA, cujo objetivo é a defesa da liberdade e da democracia seriamente agredidas hoje por organizações totalitárias de origens ideológicas as mais diversas e unidas entre si, demonstrando que a barbárie do nazi-fascismo continua unindo esquerda e direita.





Mediante o presente manifesto, fazemos um chamado a todos os segmentos democráticos do Brasil e às instituições nacionais para organizar um grande movimento de unidade nacional que defenda a soberania, as tradições, os princípios e os valores que com tanto sacrifício nos legaram todas as gerações passadas.



Como nossa primeira ação, propomos a realização de um esforço comum para impedir a visita do ditador iraniano Mahmoud Ahmadinejad, que publicamente vem lutando para varrer Israel da face da Terra, negando o Holocausto e pretendendo exportar o anti-semitismo e o terrorismo islâmico para a América Latina, apoiado pelo seu amigo Hugo Chávez.





Finalmente, nos comprometemos a trabalhar pela elaboração de um projeto de desenvolvimento econômico, cultural, científico-tecnológico, social e militar que permita elevar as condições sociais de todos os brasileiros, por considerarmos que a pobreza deva ser erradicada da América Latina, assegurando que todos, através de seu próprio esforço, possam construir uma vida feliz, digna, segura, pacífica e plena de realizações.



ALEJANDRO PEÑA ESCLUSA



JOÃO RICARDO MODERNO



HEITOR DE PAOLA



MARIA DAS GRAÇAS SALGUEIRO

 

Postar um comentário

<< Home