segunda-feira

Lista de 'mimos' inclui três ministros de Lula: não sei se é autêntica, mas se for é melhor fechar o congresso.


Ex-presidente da CPI dos Correios, Delcídio Amaral (PT-MS) é um dos políticos mencionados na contabilidade paralela da Construtora Gautama. O nome do senador consta de uma planilha apreendida na sede da empresa pela Polícia Federal. Está associado a um valor –“R$ 24 mil”—e a um comentário—“aluguel de jatinho” (Josias de Souza).


Sai lista dos que receberam mimos da Gautama.


Lista de 'mimos' inclui três ministros de Lula

A lista de autoridades e políticos que receberam mimos (pequenos presentes, como gravatas e garrafas de uísque) da construtora Gautama é composta de 38 deputados e ex-deputados, dezoito senadores, três ministros de Estado (Alfredo Nascimento, Transportes; Paulo Bernardo, Planejamento; e Geddel Vieira Lima, Integração Nacional), cinco ministro do Tribunal de Contas da União e pelo menos 23 governadores, prefeitos, ex-governadores e ex-prefeitos, segundo revelou o repórter Kennedy Alencar, na Folha Online. A Polícia Federal não considera as pessoas citadas como suspeitas, mas admite que pode haver conexões com as irregularidades investigadas. Veja a lista:

Deputados federais e ex-deputados:

Benedito de Lyra (PP-AL)
Jonival Lucas Jr. (ex-deputado pelo PTB-BA)
Pedro Novaes (PMDB-MA)
Gastão Vieira (PMDB-MA)
Átila Lins (PMDB-AM)
Jutahy Jr. (PSDB-BA)
Paulo Magalhães (DEM-BA)
Olavo Calheiros (PMDB-AL)
José Carlos Aleluia (DEM-BA)
Marinha Raupp (PMDB-RO)
Paulo Lima (ex-deputado pelo PMDB-SP)
Vicentinho (PT-SP)
Professor Luizinho (PT-SP)
Jorge Bittar (PT-RJ)
José Borba (PMDB-PR)
Ricardo Barros (PP-PR)
Eduardo Cunha (PMDB-RJ)
Almerinda Carvalho (ex-deputada pelo PSB-RJ)
José Chaves (PTB-PE)
Luiz Piauhylino (ex-deputado pelo PDT de Pernambuco)
Maurício Quintela (PR-AL)
Eduardo Campos (PSB-PE)
Iberê Ferreira (ex-deputado federal pelo PSB-RN)
José Carlos Machado (DEM-SE)
Gervásio Oliveira (ex-deputado pelo PMDB-AP)
Milton Monte (PR-SP)
Humberto Michiles (ex-deputado pelo PL-AM) Welington Roberto (PR-PB)
Ivan Paixão (ex-deputado federal do PPS-SE)
João Leão (PP-BA)
Wilson Santiago (PMDB-PB)
Celcita Pinheiro (ex-deputada do DEM-MT)
Osvaldo Reis (PMDB-TO)
Márcio Reinaldo (PP-MG)
ACM Neto (DEM-BA)
Albano Franco (PSDB-SE)
Pedro Passos (deputado distrital do PMDB)
Carlos Wilson (PT-PE)

Senadores e ex-senadores:
José Sarney (PMDB-AP)
José Agripino (DEM-RN)
Teotônio Vilela (PSDB-AL)
Renan Calheiros (PMDB-AL)
Romero Jucá (PMDB-RR)
Antonio Carlos Valadares (PSB-SE)
Sérgio Guerra (PSDB-PE)
João Ribeiro (PFL-TO)
Roseana Sarney (PMDB-MA)
Antonio Carlos Magalhães (DEM-BA)
Almeida Lima (PMDB-SE)
Fernando Bezerra (ex-senador pelo PTB-RN)
Waldir Raupp (PMDB-RO)
José Jorge (DEM-PE)
Fernando Flexa Ribeiro (PSDB-PA)
Jonas Pinheiro (DEM-MT)
Romeu Tuma (DEM-SP)
João Tenório (PSDB-AL)

Ministros de Estado:
Geddel Vieira Lima (Integração Nacional)
Alfredo Nascimento (Transportes)
Paulo Bernardo (Planejamento)

Ex-ministro:
Silas Rondeau, ex-ministro das Minas e Energia

Ministros do TCU
Walton Alencar Rodrigues (presidente da entidade)
Augusto Nardes
Aroldo Cedraz
Guilherme Palmeira
Benjamin Zinler

Governadores, ex-governadores, prefeitos e ex-prefeitos:
Jarbas Vasconcelos (PMDB), ex-governador de Pernambuco e atual senador
Marcone Perillo (PSDB), ex-governador de Goiás
Ronaldo Lessa, ex-governador de Alagoas (PDT)
Amazonino Mendes, ex-governador do Amazonas (DEM)
Eduardo Braga (PMDB), governador do Amazonas
Paulo Souto, ex-governador da Bahia (DEM)
Eraldo Tinoco, ex-vice-governador da Bahia (DEM)
João Alves, ex-governador de Sergipe (DEM)
Moema Gramacho, prefeita de Lauro de Freitas (PT)
Luiz Caetano, prefeito de Camaçari (PT)
Marcelo Miranda (PMDB), governador de Tocantins
Joaquim Roriz (PMDB), ex-governador do Distrito Federal e hoje senador
José Reinaldo Tavares, ex-govenador do Maranhão
Antonio Imbassahy, ex-prefeito de Salvador
Agripino Lima, prefeito de Presidente Prudente
Iris Rezende, ex-governador de Goiás
André Puccinelli, governador do Mato Grosso do Sul (PMDB)
Alcides Rodrigues, governador do Goiás (PP)
Waldez Góes, governador do Amapá (PDT)
Jackson Lago, governador do Maranhão (PDT)
Oswaldo Dias (PT), ex-prefeito de Mauá
Marcelo Déda, governador de Sergipe (PT)
Jaques Wagner, ex-ministro das Relações Institucionais e hoje governador da Bahia

Outros
Alexandra, ex-mulher do ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares

Fonte


2 Comments:

At 11:14 PM, Anonymous Stella said...

listinha longa essa! imagina o resto que não aparece
êita país corrompido esse nosso!

 
At 10:54 AM, Blogger Moita said...

Ficou provado que a maioria foram gravatas. Nenhuma pessoa educada rejeita uma gravata de presente. Com isso não me preocupo.

Agora temos que ver os cabras que receberam milhões em troca de favores. Aí é botar pra lascar neles. parabéns pela descoberta.

Abraços

 

Postar um comentário

<< Home