sábado

Videoconferência



Mensaleiros

A lista de candidatos a deputados federais pelo PT tem 58 nomes. Entre eles, o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci, o ex-presidente nacional do partido, José Genoino e João Paulo Cunha, acusado de envolvimento no esquema do mensalão. Também quer ser reeleita a deputada Angela Guadagnin, conhecida por ter feito a "dança da pizza" em comemoração à absolvição de um colega beneficiado pelo esquema de Marcos Valério. Para deputados estaduais, são 116 nomes.

10 Comments:

At 5:52 PM, Blogger José Manuel Dias said...

A política deve ser a mais nobre actividade humana....

 
At 1:21 PM, Anonymous Lucas said...

O ensaio geral para a tomada do Poder foi feito.

Aguardemos, confortavelmente sentados, que apareça, no meio do MST, do MLST ou dos Sem Teto urbanos, alguém com a audácia de Adolf Hitler ou Lênin para que se tome de fato o poder de Estado — contra nós, porque totalitário. Então, o novo governo que será dirigido por um partido, traçará suas diretivas e dará suas ordens às Forças Armadas como no III Reich e na URSS

Oliveiros S.Ferreira
fonte: Ternuma

 
At 10:55 PM, Blogger Soube said...

- Soube?
- Do quê?
- A cara-de-pau e o cinismo não tem limites...
- É!
- Os mensaleiros estarão no mesmo palanque e com o aval de Lula...
- É!

 
At 11:21 PM, Anonymous Stella said...

não sei quem é pior: aquele que se candidata ou quem vota

 
At 12:41 AM, Anonymous Eliane said...

MANUAL DO DEMAGOGO...não deixem de ver e ouvir até o final...IMPORTANTE
http://www.youtube.com/watch?v=bV_mkjmHEfQ

 
At 8:34 PM, Anonymous Anônimo said...

Lula - Um Bola Mucha...
Esse bola mucha ao curtir com a cara do Ronaldo, achava que o craque brasileiro iria baixar a bola como tem acontecido com muita gente nesse País...Esse bola mucha(LULA), está tão desesperado para implantar o seu reinado, por contar com o aval da mídia corrupta, da sociedade conivente e dos poderes Legislativo e Judiciário sob os seus pés e odor de sua cachaça, tem procurado enganar até aqueles que tém conhecimento cogniitivo. Ao inaugurar pedras fundamentais de obras fictícias, placas de ruas, túmulos de cemitério, assasinar a gramática brasileira e administratar o país por baixo do tapete "Vermelho", Acha que está enganando todo o mundo...Mas, 'sabemos' quantos estragos ocorreram na sua bola e hoje além de sua bola estar mucha ele já perdeu até o pito.

Prof. Carlos Pinheiro,
Só porque sou Brasileiro.

 
At 3:09 AM, Anonymous Aluizio Amorim said...

Dá-lhe, ex-Petista. Precisamos formar um grande arco suprapartidário das oposições para ajudar da desalojar os fascistas do poder.

abs
Aluízio Amorim
http://oquepensaaluizio.zip.net

 
At 1:19 PM, Anonymous Anônimo said...

ATENÇÃO


O Foro de São Paulo (entidade fundada em 1990 pelo presidente Lula, que reúne governos auto-proclamados de esquerda da América Latina e que congrega 153 grupos de narco-guerrilha) resolveu pressionar o governo brasileiro a conceder logo o refúgio político para o colombiano Francisco Antônio Cadena Colazzos. O Padre Medina é um dos porta-vozes, no Brasil, das FARCs. O grupo narco-guerrilheiro Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia é um dos braços armados e operacionais do Foro de São Paulo, juntamente com o Movimento dos Sem Terra – segundo analistas em inteligência militar brasileiros.

O Padre Medina é pivô de uma crise política, por causa de uma matéria publicada na edição número 1896 da revista Veja. A reportagem mencionava uma suspeita – não comprovada oficialmente – de uma doação de US$ 5 milhões de dólares das FARC para o Partido dos Trabalhadores. O anúncio da suposta doação teria sido feita por Olivério Medina (como também é conhecido o padre) durante um churrasco no dia 13 de abril de 2002. A Veja fez a denúncia baseada em documentos e no depoimento de um ex-agente da Agência Brasileira de Inteligência. As suspeitas foram negadas pelos superiores da Abin. O caso foi abafado e, oficialmente, encerrado.

 
At 10:28 AM, Anonymous Anônimo said...

Novo laudo da Polícia Federal indica que lista de Furnas é autêntica

Data de Publicação: 17 de junho de 2006

CAIXA 2

Tucanos voltam a ficar na mira da Lei

A Polícia Federal confirmou ontem a autenticidade da chamada "lista de Furnas", documento de cinco páginas que registra supostas contribuições de campanha, num esquema de caixa dois, a 156 políticos durante a disputa eleitoral de 2002. No total, eles teriam recebido R$ 40 milhões.

Segundo a assessoria da direção geral da PF, em Brasília, perícia do INC (Instituto Nacional de Criminalística) concluiu que a lista não foi montada e que é autêntica a assinatura que aparece no documento, de Dimas Toledo, ex-diretor de engenharia de Furnas, empresa estatal de energia elétrica. A PF informou, contudo, que não tem como atestar a veracidade do conteúdo da lista. Os papéis citam empresas que teriam colaborado para um caixa dois administrado por Dimas Toledo.

Entre as campanhas eleitorais supostamente abastecidas pelo esquema estão as do então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, hoje candidato à Presidência pelo PSDB, do ex-prefeito de São Paulo José Serra (PSDB), atual pré-candidato ao governo paulista, e do atual governador mineiro, Aécio Neves (PSDB). As campanhas em 2002 teriam recebido, respectivamente, R$ 9,3 milhões, R$ 7 milhões e R$ 5,5 milhões

 
At 12:36 AM, Anonymous vera said...

Vencemos o referendo, espero que vençamos o batráquio e sua quadrilha. :-) bjs

 

Postar um comentário

<< Home