sexta-feira

O FETICHE DA VILA

Oba! Hugo Chávez já começou a exportar a sua revolução bolivariana. Escolheu o Carnaval. Vamos ampliar o leque: considerando as boas relações do Brasil com as Farc e com o padre Olivério Medina, poder-se-ia aproveitar para fazer uma joint-venture entre o samba, a revolução e o narcotráfico. Os “hermanos” entrariam com o tóxico e a mão-de-obra, e a gente com a ginga e a manemolência.
Por Reinaldo Azevedo